EUA: processo eleitoral requer tempo

0
67

(Nova York, 4 de novembro de 2020) – O processo eleitoral dos Estados Unidos precisa de tempo para tabular os votos nas eleições gerais de 3 de novembro de 2020, disse a Human Rights Watch hoje. As organizações de notícias e as empresas de mídia social devem estar vigilantes para evitar que suas plataformas sejam usadas para disseminar informações imprecisas relacionadas às eleições, respeitando a liberdade de expressão.

“Milhões de eleitores americanos votaram nas últimas semanas e durante um dia de votação sem problemas”, disse Kenneth Roth, diretor-executivo da Human Rights Watch. “Os políticos não decidem quem ganha. Os funcionários eleitorais estão realizando um processo de contagem imparcial e transparente para que a vontade do povo decida ”.

O enorme aumento nas cédulas por correio devido à pandemia de Covid-19 aumentou os atrasos normais na contagem dos votos, com resultados em vários estados muito cedo para serem chamados. No início da manhã de 4 de novembro, o presidente Donald Trump afirmou falsamente que havia vencido a eleição e fez alegações infundadas e imprudentes de fraude.

As plataformas de mídia social devem eliminar, rotular ou limitar a disseminação de desinformação e desinformação relacionadas a eleições de acordo com suas políticas de conteúdo, respeitando a liberdade de expressão, disse a Human Rights Watch. As organizações de notícias devem ser críticas em suas reportagens sobre desinformação e desinformação relacionadas a eleições e fornecer o contexto necessário.

Manifestações ocorreram durante a noite e mais são esperadas nos próximos dias de todos os lados do espectro político. Em cartas recentes a funcionários estaduais e locais, a Human Rights Watch e outras organizações os exortaram a garantir que a aplicação da lei – incluindo policiais e xerifes locais, Guarda Nacional e outras unidades militares e agentes federais – permita que os manifestantes se reunam pacificamente de acordo com os padrões internacionais .

Os governos e as organizações internacionais devem ser cautelosos ao fazer qualquer pronunciamento sobre o resultado da eleição até que um vencedor claro seja determinado, disse a Human Rights Watch. Os líderes estrangeiros e os organismos internacionais de direitos humanos devem reafirmar que o processo institucional para determinar o vencedor das eleições presidenciais dos EUA está em andamento e monitorar a situação dos direitos humanos no país com o objetivo de se manifestar, se necessário, em apoio ao direito ao voto e à liberdade de expressão e de reunião pacífica.

“Dar aos funcionários eleitorais locais tempo para garantir uma contagem de votos que respeite os direitos é essencial para a responsabilidade democrática e o respeito pelos direitos humanos nos Estados Unidos”, disse Roth. “A aplicação da lei precisa respeitar e proteger as manifestações pacíficas. E as mídias tradicionais e sociais têm a responsabilidade de conter a desinformação e o incitamento ao voto em suas plataformas ”.

Fonte: www.hrw.org

Deixe uma resposta