Direitos humanos se opõem primeiro ao alcance dos agentes federais nas cidades americanas

0
32

WASHINGTON – Na semana passada, em Portland, OR, agentes federais em uniformes não marcados da Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP), Imigração e Fiscalização de Alfândegas (ICE), Administração de Segurança de Transporte (TSA) e Guarda Costeira, sob a égide do Departamento de O Serviço de Proteção Federal (FPS) da Homeland Security começou a prender alguns ativistas sem explicação.

Hoje, o presidente Trump está discutindo o envio de forças federais semelhantes para Nova York, Chicago, Filadélfia, Detroit, Baltimore e Oakland, CA.

Michael Breen, Presidente e CEO da Human Rights First respondeu com esta declaração:

“Enviando oficiais federais vestidos como soldados nas cidades americanas para silenciar as pessoas que exercem seus direitos constitucionais à liberdade de expressão e reunião é uma linha vermelha que o governo atravessou em Washington em junho, apenas para ser humilhada e recuar.

“O presidente parece querer que as agências federais o cruzem novamente em cidades dos Estados Unidos, assim como fizeram na semana passada em Portland.

“Quando agentes de fronteira estão pegando manifestantes das ruas de nossas cidades, tratando os americanos como combatentes inimigos, nossa democracia está em sério perigo.

“Este é um território perigoso para qualquer país e, principalmente, sobre o que está acontecendo nos Estados Unidos.

“Como o líder de uma organização de direitos humanos que trabalha em questões de asilo, Eu iria também apontamos que, se é assim que os agentes do ICE e do CBP tratam os americanos, cujos direitos estão consagrados em nossa Constituição, não deveria surpreender ninguém quão mal eles tratam imigrantes que são menos capazes de afirmar a sua direitos.”

Fonte: www.humanrightsfirst.org

Deixe uma resposta